Improviso e interpretação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Improviso e interpretação

Mensagem por Dark em Qui Maio 12, 2011 9:19 pm

Eis que Rotieh volta de seu almoço por volta das 14:30 (horário de SP xD) e loga em seu msn. Imediatamente ele é surpreendido por um amigo, o desafiando a interpretar. Sim, eu. xD~ Sem combinar nada, como um encontro de desconhecidos, eis o resultado:

Pedro Ewald _ Dark Youkai _ Dzeko diz:
Olá, peregrino. Eu venho de Sandora. Terra do sol dourado, em que os homens danças, as mulheres cantam, e os anões trabalham. Vim para esta terra em busca de algo novo. Tens algo a oferecer para este humilde estrangeiro?


Rotieh diz:
Ao senhor, peregrino da alvorada da Terra do Sol Dourado, posso ceder-lhe água, a mais pura que trago em meu cantil, pois o deserto está à frente, e dele me despeço, olhando ao horizonte uma terra melhor. Despejo em ti também meus votos de que um dia encontres o que procuras, mas também deixo-lhe a lágrima angustiada de quem sabe que a busca é longa, talvez maior que a vida.


Pedro Ewald _ Dark Youkai _ Dzeko diz:
Não importa a mim que minha busca seja infinita. Talvez infinita a mim, mas a minha herança será mais valiosa do que qualquer bem que os ricos hoje possuem. Talvez a paz só venha com luta. Agradeço de todo o meu ser pela água e pela lágrima. Talvez aprecie Sandora. Se passar por lá, mande lembranças de Drenoar. Já por aqui, resta-me o deserto.


Rotieh diz:
Dreonar das mil-faces? O Homem cujo sorriso fez florir o deserto?


Pedro Ewald _ Dark Youkai _ Dzeko diz:
Donde ouviste tal conto? Das flores não me cansa o perfume. Mas não deixo de me atrair pelos grãos secos e traiçoeiros do deserto, como da vida.


Rotieh diz:
Ouvi com os ventos que cantam nos contornos das dunas. Mas me diga, se sua busca valesse sua vida, ao fim dela, se realmente encontrares o que deseja, o que fará com o resto de seu tempo?


Pedro Ewald _ Dark Youkai _ Dzeko diz:
Com o resto de meu tempo? Talvez poderei descansar em paz. Hoje, que o tempo é relativo, não há tempo perdido. Não há tempo a perder. Mas e tu, sábio companheiro? A que deve seu caminho? E como posso te chamar, se é que pode me conceder tal conto?


Rotieh diz:
Sou Drogo, de Dunän, filho de Deavon da casa de Anor. Movo as areias em meu passo em busca de Dreonar, cuja existência deve-se à minha família, pois fora com o sangue dela que ele adubou o solo onde vive. Mas se agora sei que está logo à frente, talvez minha busca seja mais curta que a tua.


Pedro Ewald _ Dark Youkai _ Dzeko diz:
Dunän? Há tempos que passei por lá. Terra de bons homens, mulheres e filhos. Assim pude agraciá-los com aquilo que alguns consideraram magia. Mas lembre-se que todos podem transformar o mundo a sua volta. Drogo, de companhia agradável. Filho de Deavon, da casa de Anor. Gostaria de acompanhar Drenoar em mais uma caminhada?


Rotieh diz:
Dre... Dreonar? Se és mesmo quem diz ser, não posso mais permitir que caminhes desta forma pela areia abaixo de teus pés!


Pedro Ewald _ Dark Youkai _ Dzeko diz:
E por onde irei eu caminhar, pequeno Dunän? Com o tempo aprenderás que para tudo há um preço, infelizmente. Também perdi muito para permitir que muitos tivessem o pão e a cevada. O vinho e o centeio. Ao tempo, as areias do passado.


Rotieh diz:
Não lhe disse que não poderias caminhar. Apenas frizei que não poderei mais permitir que caminhes da mesma forma, solitário. Minha família lhe serviu pelos séculos de sua existência, e as histórias ao seu favor me chegaram cedo aos ouvidos. Desviei-me do caminho de meu pai por motivos egoístas, mas hoje encontro-o novamente, para entregar-lhe minha espada e honra, e assim acompanhá-lo, de volta o caminho que fiz pelo deserto.

Pedro Ewald _ Dark Youkai _ Dzeko diz:
Não preciso de servos, como meus antepassados. Nem digno sou. Tantos e tantos de minha linha. Meu pai e o pai de meu pai. Tantos tinham seguidores, servos e discípulos. Mas assim, alguns também desviaram de seus caminhos. Subvertidos, perderam suas visões. Não posso aceitar sua espada, jovem. A honra de tua família é ainda tua. A mim, a companhia me basta. Os sábios já diziam: mais valioso um amigo do que mil e mil seguidores cegos pela imagem de um homem.


Rotieh diz:
Bem... acho que sou algo novo, que tu não esperava. Isto resume sua busca. E tu, de Dreonar, é minha busca em resposta. Agora que ambos encontramos o que buscávamos, resta-nos apenas o descanso?


Pedro Ewald _ Dark Youkai _ Dzeko diz:
Ainda tens muito a aprender, Drogo. Caminhemos mais um pouco. Ainda há homens subpujados e que precisam ver que sua liberdade não pode ser presa e condenada. Assim como teus olhos foram abertos, precisa agora mostrar aos cegos que estes podem também ver. Tu tens força e vontade. Com o tempo, poderás tornar-te o novo Drenoar. Assim sendo, finalmente descansarei.


Quem curte interpretações instantâneas? É um belo exercício para nossa criatividade. =] Improvisar a criar um personagem e uma história enquanto o vive rapidamente.

Como não gostar de personagens interpretativos?

Vocês que jogam mais em mesa, como é essa experiência de agir de uma forma diferente da sua de forma imediata? Alguns tem truques. Outros preferem sempre ter um mesmo padrão de atitude. Vamos discutir sobre a interpretação dos personagens, que tanto nos desafia e afia nossas criatividades. =]


Última edição por Dark em Qui Maio 12, 2011 10:34 pm, editado 1 vez(es)

_________________
Ficha Pokémon:
[center]

EXP/HPY
Charmeleon: 30/35
Pidgeotto: 33/20
Growlithe: 32/22
Haunter: 29/20


Primeira insígnia conquistada!

-Nome: Oliver Warwick

-Força: 1
-Habilidade: 2
-Precisão: 1
-Resistência: 1
-Vantagens: Bom senso (+1)
-Desvantagens: Fúria (-1)
Vaidade (-1)
-Perícias: Doma (+2)
-Pokédinheiro: 1.820

- Pokémon: EXP/HPY
-Squirtle:21/41
-Abra:08/26
-Aipom:07/16
avatar
Dark



Mensagens : 2738

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Improviso e interpretação

Mensagem por Elendil2 em Qui Maio 12, 2011 10:21 pm

Caramba, que interpretação fodástica... tem que ter muita imaginação para montar um diálogo desses de improviso, ficou muito legal!!!

Sempre gostei de interpretar as caracteristicas e personalidade dos meus personagens, mas também sempre tive muita dificuldade e frequentemente era atraído a desviar dos valores e da personalidade que havia contruido por causa de imprevistos que a trama tomava.

Interpretação nunca faltou nas mesas mais antigas que participei (2009 pra trás), mas quase nunca de maneira poética como o diálogo de vocês.

Apesar de ter muita leitura de diversos livros, muitos deles de fantasia, a interpretação ou teatro nunca foi o meu forte, sempre fui tímido, mesmo nas mesas de RPG, até quando mestro. Então acho que em questão de criatividade até sou bom, invento bastante coisa, mas na hora de expressar isso para os jogadores ou mestre é bem mais difícil.

_________________
avatar
Elendil2



Mensagens : 1878

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Improviso e interpretação

Mensagem por Moriph em Sex Maio 13, 2011 5:44 am

Nossa, que texto mítico.

Eu adoro interpretações, mas as minhas são péssimas.
O Moreira via meus primeiros posts no fórum, como eram horríveis.
Estão atualmente menos ruins, mas continuam diferentes do que eu imagino.
Eu imagino uma cena bem fodástica e taws, mas na hora de digitar minha mente fica branca. Até nas mesas de rpg eu não consigo pensar imediatamente =/

O Rotieh viu o primeiro personagem que interpretei, um anão paladino, que desastre -.-"


Mas conseguir montar um diálogo desses... cara, que loucura O_O

_________________
Ficha Pokémon STG:

Imagem do personagem:

-Nome: Eduardo “Dudu” Schneider
-Estágio/Classe: Treinador Licenciado
-Ambição: Construir um resort cheio de pokémons
-Tipo de pokemon favorito: Fogo e Água
-Pokemons favoritos: Houndoom

-Força: 1
-Habilidade: 2
-Precisão: 1
-Resistência: 2

-Vantagem:  Sorte
-Desvantagem: Fúria
-Perícia: Tratamento

Charmander:
Felicidade 12
Experiência 15

Espirrou Spearow
Felicidade: 10
Experiência: 8

Atualizado ao final da luta contra o Spearow
avatar
Moriph



Mensagens : 1601

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Improviso e interpretação

Mensagem por Mirie em Sex Maio 13, 2011 6:27 am

Muito bom! Vocês são realmente criativos. Improviso é algo difícil e acho que exige bastante prática, apesar de parecer contraditório.

Sempre gostei bastante de teatro e de interpretação, mas trabalho acho que interpreto melhor quando me dão um papel. Não sou muito boa na parte de invenção ou improviso, porque meus personagens costumam ter um mesmo padrão de personalidade. ):

Moriph, ano passado uma professora minha me deu uma dica bem interessante pra quando eu preciso escrever mas não consigo passar as idéias pro papel! Ela chama de "digitação livre", muitas pessoas provavelmente conhecem.
É assim: você estipula um intervalo de tempo, coisa de cinco ou dez minutos, e escreve (no caso digita) TUDO que vier à sua mente. TUDO! Por mais aleatório que seja. Vou fazer rapidinho aqui, de 2 minutos:

Estou digitando o que quer que venha a minha mente, mas tá difícil. Eu penso muito rápido, mais rápido do que digito, e minha cabeça é aleatória. Tá, não minha cabeça, meus pensamentos mesmos. Eles mudam bastante e o tempo todo e geralmente não parecem ter conexão alguma! Nossa eu escrevi conexão errado umas três ou quatro vezes, que burra. Mas tá, não importa. Será que já deu dois minutos? Ainda não, Ah caramba olha só eu já digitei uma penca de coisa e ainda não deu dois minutos! Falei que eu pensava demais? Ou melhor, pensei que eu pensava demais? Hahaha isso fica mais estranho digitando do que pensando. Perai. Ah agora o Pedro voltou no telefone, distrai. Na verdade eu escrevi exatamente o que falei pra ele! "Perai". Eu falei antes de pensar. Ou pensei antes de falar? Digitei antes de falar e depois de pensar.

Parece estúpido e chato de ler, mas eu gosto bastante. xD;; Tente qualquer dia e veja no que dá!

_________________

Feito por EduMReis! :D
avatar
Mirie



Mensagens : 341

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Improviso e interpretação

Mensagem por Dark em Sex Maio 13, 2011 4:13 pm

Essa menina é muito doida... xDDD

Então, lembrando que essa interpretação foi no msn. Eu não vejo um diálogo desses acontecer numa mesa ao vivo. O Rotieh, não sei. mas eu tenho certeza que não conseguiria. No msn a gente tem tempo. Lemos, pensamos, escrevemos com calma. Na mesa não tem esse tempo. Se te perguntam, você tem que responder. xD

Pode ser poético, mítico... mas aconteceu no msn. =x Eu não consigo fazer isso ao vivo. xD Preciso de mais treino!

_________________
Ficha Pokémon:
[center]

EXP/HPY
Charmeleon: 30/35
Pidgeotto: 33/20
Growlithe: 32/22
Haunter: 29/20


Primeira insígnia conquistada!

-Nome: Oliver Warwick

-Força: 1
-Habilidade: 2
-Precisão: 1
-Resistência: 1
-Vantagens: Bom senso (+1)
-Desvantagens: Fúria (-1)
Vaidade (-1)
-Perícias: Doma (+2)
-Pokédinheiro: 1.820

- Pokémon: EXP/HPY
-Squirtle:21/41
-Abra:08/26
-Aipom:07/16
avatar
Dark



Mensagens : 2738

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Improviso e interpretação

Mensagem por Elendil2 em Sex Maio 13, 2011 4:56 pm

Bom, eu também não consigo fazer isso na mesa, e a maioria das pessoas que eu conheço que já joguei junto também não faz... com exceção do Rotieh que tem um pensamento rápido para bolar diálogos que deixa até o mestre (eu) em saia justa. Quando ele interpreta ladino ou bardo sai de baixo porque rouba a cena, é risada sem parar!!!

_________________
avatar
Elendil2



Mensagens : 1878

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Improviso e interpretação

Mensagem por Rotieh em Sab Maio 14, 2011 1:32 am

Nem tanto, né Moreira? XD

Quando estamos jogando, eu vou pensando em palavras-chave para usar em diálogos, mais ou menos como fazem os repentistas, a diferença é que não preciso rimar ;)

Em meu primeiro bardo, cada cena da mesa eu fazia uma canção no mesmo instante. Hora saia bom, hora ninguém engolia. A minha sorte é que os meus colegas de jogo sempre me incentivaram, apesar de muitas vezes sair ruim.

Isto é muito importante: incentivo.

O mestre nunca se zangou quando eu interrompia a partida para uma declamação meio tosca. Todos riam e participavam. O Mauth aqui do forum era perito em me acompanhar nos improvisos miraculosos da dupla Ladino / Bardo.

Uma coisa legal é se adaptar a usar palavras que lembrem a fantasia medieval, você pode até preparar algumas frases de impacto antes de começar a partida!

Anote tudo em um caderninho e leve pra sua mesa de jogo! Muitos grupos de debate RPGístico na net criam tópicos em suas comunidades apenas para citações de frases de impacto dos mais diversos autores!

Uma busca rápida e você terá frases maravilhosas para usar em qualquer ocasião!

Vide a frase solta pelo Razar, sob a pele de Delvar, no First Quest neste último post! Demais!!!

Agora, um clérigo, ao fim de uma batalha sangrenta, vira-se para o grupo que comemora de forma tola a vitória, e diz:

"- Parem de tolice. Homens vivos, homens mortos, no fim somos todos iguais."

Ou uma frase pronta de algum filme bom:

"- Você morreria antes de desferir o primeiro golpe."

Ou uma menos poética, mas não importa:

"- Agora venha cá que vou arrancar seus testículos pela boca!"

Não existe modo errado de interpretar!!

"A verdadeira justiça não escolhe os preparados, mas prepara os escolhidos" - Todas estas frases foram colhidas do mesmo tópico, na comunidade Idéias para Aventuras de RPG do Orkut.

Caderninhos dão um bom up nas idéias. Logo logo vocês não precisarão mais deles.
avatar
Rotieh



Mensagens : 4212

Ver perfil do usuário http://dadoslimpos.forum-livre.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Improviso e interpretação

Mensagem por Convidad em Qui Jun 23, 2011 6:53 am

Eu adoro interpretação,adoro interpretar,e até sou bom nisso. Até que resolveram inventar de 'modificar' a voz pra condizer com o interpretado. E eu lá sei fazer voz de velha,ou de halfling,ou de ogro mago dono da torre da destruição(essa realmente aconteceu)?

Eu tenho 1(um unico) bentido PJ que consegue interpretar direito,o resto praticamente só rola dado pra tirar cabeça. E ele sabe mudar a voz para os personagens,fazendo que ele seja muito bacana de ter em mesa. Certa vez ele jogou uma noite inteira com uma voz que não era a dele.
Mas como eu digo,interpretação, e principalmente a parte da voz,é pra quem sabe fazer,principalmente nós,mestres. Se ao tentar imitar a voz do rei,você falhar e soar ridiculo a credibilidade do personagem cai drasticamente.
Então treina em casa,sozinho. Quando estiver bem confiante você volta. And make your table runs wild.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Improviso e interpretação

Mensagem por Rotieh em Sex Jun 24, 2011 5:58 am

Olá Esmanhotto, bem vindo ao fórum ;)

Sempre gosto de modificar minha voz para os NPCs, mas sempre acabo ficando com a mesma voz de sempre! AHuahuAHUWH

Eu não cobro vozes de meus jogadores, basta uma interpretação bacana de seu personagem. Como eu conheço muito bem meus jogadores, sei quando eles realmente se esforçam ;)

O Elendil2, aqui do fórum, jamais altera sua voz, e sempre responde as coisas mais ou menos como ele faz "fora do personagem", mas está sempre em alta comigo em sua interpretação! Ele sempre considera suas perícias/histórico/atributos para uma boa interpretação =D

Fora isso, jogadores meus que fazem vozes ou estão jogando de Hallflings ou de Anões! Heheeh! É mais fácil de caracterizar ;)

Fora a voz, há os gestos!

Praticamente todos meus jogadores se comunicam muito com seus personagens quando gesticulam em mesa! =D

---

Maravilha sua participação cara! O Fórum agradece!

Vamos lá!
avatar
Rotieh



Mensagens : 4212

Ver perfil do usuário http://dadoslimpos.forum-livre.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Improviso e interpretação

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum