[NINTENDO] A MITOLOGIA DO UNIVERSO POKEMON - parte Final + Bonus

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[NINTENDO] A MITOLOGIA DO UNIVERSO POKEMON - parte Final + Bonus

Mensagem por Elendil2 em Sex Mar 15, 2013 3:26 am

Nos últimos posts , aprendemos sobre Arceus, o criador do universo; sobre os Pokémon que foram criados por ele e suas responsabilidades na manutenção do universo; sobre a importância de Mew para o mundo atual dos monstrinhos de bolso; sobre conceitos básicos de religião, tradições e culturas, e como isso se aplica ao nosso tema, além de diversos outros assuntos. Hoje chegamos finalmente a conclusão dessa matéria, onde estudaremos os Pokémon mais baixos no "panteão" dos lendários guardiões e protetores, além de conhecer as criações de Mew e suas funções. Peguem suas bolsas, suas pokedex, suas master balls, e vamos nos aventurar na última etapa dessa fantástica jornada!

OS FRUTOS DA CRIAÇÂO

Devido aos nossos colonizadores, o continente americano tem como grande parte de seus habitantes, cristãos. Isso vem desde a época da colonização, que junto com seus equipamentos, alimentos e diversos recursos, também trouxeram parte de sua cultura, incluindo as crenças religiosas. Entretanto, é conhecido por muitos o fato de que o cristianismo não é a única religião no mundo. Há continentes em que o cristianismo é muito fraco, com um pequeno número de fieis. E nessas culturas, ainda tentando se religar a um "deus", as pessoas têm religiões diferentes, onde algumas vezes podem chegar em algo próximo do cristianismo no conceito de um ser com poderes acima do comum e que protegerá a humanidade.


Evidentemente, o mesmo ocorre no mundo de nossos amados monstrinhos. Tanto Lugia (Johto) quanto Kyogre (Hoenn) são conhecidos como "o guardião dos mares". O que chega a ser curioso no caso de Lugia, estando cientes de que Lugia não é do tipo água e até chega a ser do tipo voador (um oposto do oceano). Essa é apenas um dentre outros exemplos que podemos encontrar no mundo Pokémon, mas percebam que nunca, no mesmo continente, dois Pokémon retem o mesmo "título". Significa que Kyogre é guardião dos oceanos de Hoenn? Não, não exatamente. Para os habitantes de Hoenn, em suas crenças, Kyogre é, mas a lenda dele não é tão conhecida em Johto. Assim sendo, há quem acredite que Cristo é o messias, enquanto há outros que acreditam que o messias ainda não veio à terra. Há quem acredite que Joseph Smith viu Deus, há quem acredite que Maomé viu o arcanjo Gabriel. Um fato é que ambos Pokémon receberam esse título de acordo com suas habilidades.

O que é um Pokémon "lendário"?

Há uma média padrão de atributos que aqueles chamamos de "lendários" costumam ter. Em razão disso, é natural que haja uma certa confusão sobre quem é ou não um Pokémon lendário. Outro aspecto é ser um Pokémon único no jogo e com um avatar para interação. Entretanto, em ambos os casos, não são apenas lendários que se enquadram nisso. Por questão de atributos, Arcanine poderia ser facilmente confundido com um já que é superior às aves lendárias na primeira geração nesse quesito. Por questão de interação, temos Snorlaxes. Não obstante, é evidente que, pelo contexto do game, tanto Snorlax, quanto Arcanine, são considerados raros. Mas ser raro não é ser lendário.


"A imortalidade é uma espécie de vida que nós adquirimos na memória dos homens" são palavras do filósofo e escritor francês século XVIII, Denis Diderot. Podemos aprender por meio de aulas de história e filmes, que ainda hoje temos "lendas" de homens que fizeram grandes feitos no passado e de certo modo se tornaram "imortais". Esse sim é o verdadeiro conceito por trás de um Pokémon lendário. Ainda assim, vamos dividi-los em três categorias: as "divindades" que são responsáveis pela manutenção do universo, as "lendas" que são frutos dessas divindades e os "incomuns" que são aqueles Pokémon que possuem atributos acima dos Pokémon comuns, talvez até um avatar interativo no contexto do game, mas não fazem parte do processo da criação ou manutenção universal. Nesse último caso, temos Mewtwo e Deoxys, por exemplo.

Junto do trio de espadachins (um trio formado por quarto, ok), esses Pokémon não serão abordados hoje, para não confundir vocês, queridos leitores. Em contrapartida, ganharão matérias exclusivas e mais detalhadas (e convenhamos, Mewtwo e Deoxys merecem), tal como aqueles baseados em lendas, mesmo não sendo, como Arcanine e Gyarados. (No site NinitendoBlast)


Os golens


Baseados nos golens das lendas hebraicas, eis que vos apresento "os regis", os golens lendários. É desconhecida ao certo a origem de Regigigas, o regente do trio de golens que conhecemos em Hoenn. Encontrado em local desconhecido por boa parte da humanidade, isolado da civilização, é bem condizente com o fato de representar a "Era Mesozóica" separada de nossa civilização por milhões de anos. Na lenda hebraica, os golens possuem escritos em suas cabeças e quando esses escritos são apagados, eles tornam-se fracos. Uma semelhança que encontramos nos regis, por ter escritos em braile em suas cabeças, uma simbologia com visão/luz e conhecimento ancestral. Após ser acordado de seu profundo sono (de aparentemente milhões de anos), Regigigas tem certa dificuldade para se readaptar ao cenário atual, mas é conhecido que sua força é superior aos níveis conhecidos atualmente, outra característica compartilhada com os golens da lenda hebraica. Ou ao menos, é isso que as lendas dizem, já que Regigigas é conhecido por ter organizado os continentes como conhecemos hoje.


Antes de adormecer (ou melhor, "ser selado"), Regigigas criou Regirock a partir do barro, Regice a partir do gelo, e Registeel a partir do magma, e foi adorado por eles como seu criador. Tal como Regigigas, os três regis também são referências à três importantes eras que conhecemos: a idade da pedra, a idade do gelo (ou era do gelo, era glacial) e idade do ferro, e também foram selados na antiguidade (e bem distante de seu criador, Regigigas). A primeira parte de seus nomes, regis, vem do latim que significa "rei, realeza, nobre". No caso de Regigigas, o "gigas" é de origem grega e significa "gigante". Regirock possui a habilidade de mesclar pedras próximas ao seu corpo, caso sofra algum dano. Regice possui a habilidade de controlar o ar frio ao seu redor, que pode chegar a 200º C negativos. Registeel, por sua vez, é composto por uma substância desconhecida pelos estudos humanos e que é categorizada como mais resistente que qualquer metal conhecido. O fato mais curioso sobre os regis é que cientistas ainda não encontraram seus cérebros e corações, sendo um mistério a maneira como se mantêm vivos.

As miragens aladas


As três aves lendárias foram os primeiros lendários que conhecemos na história de Pokémon. Residentes na região de Kanto, em três extremos da região, eles são responsáveis pela manutenção do oceano e do clima. Não vamos falar sobre ciclo hidrológico hoje, mas resumidamente a água do oceano evapora devido ao calor (Moltres) e é acumulada em nuvens (Articuno) até sobrecarregarem e voltarem ao solo (Zapdos) repetindo o ciclo. Por esse ângulo, é injusto chamar Lugia de "senhor das tempestades" sendo que o trabalho é basicamente feito por esses três. Muitos já devem ter percebido até por sua ordem na pokedex que eles carregam números em seus nomes (um, dois, três em espanhol), assim como aquela cadeia evolutiva de dragões que conhecemos em Unova: Deino ("ein" significa "um" em alemão), Zweilous ("zwei" significa "dois" em alemão) e Hydreigon ("drei" significa "três" em alemão).

As três feras


Certo, não vamos ficar com gatos lendários, cães lendários ou bestas lendárias. Esse último sendo o mais adequado, pois os três foram baseados nas três bestas da selva, o tigre, o leão e o leopardo. Ah, mas eles não se parecem exatamente com essas três criaturas? Em especial Suicune, certo? Sim, pois também são baseados em criaturas mitológicas como Raijuu do Japão e Qilin da China. Tendo Suicune características em comum com Qilin (como andar sob água) apesar de terem aparências muito distantes. Para infelicidade de alguns (ou muitos?), as lendas desses Pokémon são melhor detalhadas na franquia spin-off Pokémon Ranger. Uma curiosidade sobre os três na franquia principal é terem uma música tema para eles nos games Ruby & Sapphire, apesar de não serem capturáveis nos games. Aparentemente, eles seriam inseridos no game no meio do desenvolvimento (talvez como algum evento), mas os planos foram mudados durante o processo.


Como já abordado brevemente na matéria sobre Ho-oh, os três cães lendários eram Pokémon comuns que morreram no incêndio da antiga torre de Lugia e foram revividos por Ho-oh, onde partiram a correr pelo continente desde então na alegria de terem voltado à vida. Apesar de alguns habitantes de Johto acreditarem que a razão do incêndio da torre foi causado por Lugia, que fugiu, ou por humanos, é fato que houve um desastre natural envolvido (o que aguça mais ainda a suspeita dos habitantes sobre Lugia, responsável pelas tempestades). A ordem em que esses Pokémon aparecem na pokedex é uma referência à esse desastre natural. Sendo Raikou (#243) o primeiro, em referência ao raio que partiu a torre. Entei (#244) o segundo, pelas chamas que se iniciaram. E por fim, Suicune (#245), pela chuva que apagou as chamas. Em memória às chamas responsáveis por suas mortes, caso vocês toquem o som de Entei em Pokémon Crystal version antes dos sons de Raikou e Suicune, é possível ouvir uma versão alternativa dos sons de Suicune e Raikou, como uma memória dolorida pelo incidente. As lendas rezam que o rugido de Entei pode fazer vulcões entrarem em erupção, que o rugido de Raikou soa como trovões e que Suicune possui a habilidade de purificar a água.

Não menos importantes...


E então, acabou? Podemos dizer que sim. Abordamos todos aqueles que são, de fato, lendas responsáveis pela manutenção do planeta e do universo. Entretanto, antes que os amantes de Celebi, Latias, Latios e outros entrem em pânico, há um outro grupo de lendários, um grupo menor. Esse grupo foi criado por Mew e estão mais para "Pokémon muito raros" do que para lendários da mesma categoria dos que citamos. Certamente são um pouco mais especiais que outras criações de Mew como Dunsparce, Magikarp, Cartepie e Slowpoke. É nesse grupo de lendários que se encaixam os três espadachins, por exemplo. Brevemente vamos abordar alguns dos mais populares desse grupo.


Começando por Manaphy e Phione, que são conhecidos também, como guardiões dos mares. Manaphy é o único lendário que pode dar ovos (e o sprite de seus ovos são diferentes dos outros) e então nascer Phione. Phione, por sua vez, mesmo podendo cruzar, não pode trazer Manaphies, apenas Phiones. No guia oficial da The Pokémon Company International de "Pokémon HeartGold & SoulSilver versions" Phione não é categorizado como lendário. A lenda diz que Manaphy tem a habilidade de se comunicar com o coração dos Pokémon.


Victini é o potador da energia. Ele é capaz de simplesmente "produzir energia" e essa quantia ilimitada de energia pode ser perigosa mesmo para ele. Então, temos a temática "vitória" deste Pokémon que, em minha opinião, tanta vitória, vitória e vitória, o faz ser mais próximo de um "Chuck Norris do mundo Pokémon". E vocês podem concordar comigo depois da descrição dele na pokedex de Black version: "Este Pokémon traz a vitória. É dito que treinadores com Victini sempre ganham, independentemente do oponente." Seu V-create é o golpe com maior dano de base, 180 pontos, que pode chegar aos humildes 270 de dano de base por ser do mesmo tipo, sendo o maior dano base do jogo atualmente. É difícil não ser "a vitória" dessa maneira, não? Victini não é rodeado por nenhuma lenda além do fato de ser o portador da energia. Um fato curioso é que Victini é o Pokémon favorito de Junichi Masuda (antes de Victini existir, era o Pichu), mesmo tendo sido desenvolvido pela desinger Mana Ibe na ideia de trazer um Pokémon mais atrativo para meninas do que para os meninos. Será que Mana falhou ou as meninas realmente gostam de Victini? Bem, o senhor Masuda não se preocupa com isso.


Ainda no tipo fogo, diferente de muitos outros lendários (mesmo não tendo uma lenda, assim como Victini), Heatran, o senhor das montanhas, não está registrado na pokedex regional de Sinnoh. O que me parece fazer mais sentido para um lendário. Seu corpo é protegido por um metal áspero derretido em algumas partes devido a seu próprio calor. Seu sangue (se é que podemos chamar assim) ferve como magma e esse Pokémon costuma habitar em cavernas vulcânicas. Meus caros, aqui temos um verdadeiro "monstro", diferente de outros como Cinccino, por exemplo. Heatran tem o maior número de "resistências duplas" dentre todos os Pokémon, resistindo a ataques do tipo inseto, gelo, metal e planta, recebendo um dano mínimo, além de suas outras seis resistências (normal, voador, fantasma, psíquico, dragão e noturno) e imunidade ao tipo venenoso.


Nesse grupo também não podemos deixar de citar Shaymin, o curador, que tem habilidade de dissolver as toxinas no ar, uma habilidade semelhante à habilidade de Suicune. Meloetta, portadora da melodia, assim como os outros citados, também não possui nenhuma lenda a seu respeito. O mesmo se aplica ao casal Latios e Latias, e Celebi, que ainda assim merecem uma matéria futura (principalmente no caso de Celebi, que possui um contexto mais complexo e extenso).


_________________
avatar
Elendil2



Mensagens : 1878

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

A pré-história e o passado não esquecido

Mensagem por Elendil2 em Sex Mar 15, 2013 3:45 am

BONUS: A pré-história e o passado não esquecido

No mundo Pokémon, a existência dos monstrinhos precede a existência da humanidade. E não estou falando sobre Arceus, Kyogre e outros mitos que fundamentaram o mundo, mas Pokémon tão simples quanto um Pidgey. Pokémon que viviam por diversas partes do mundo em grande quantidade, mas não encontramos em abundância nos dias atuais. Hoje vamos estudar a fauna de um passado distante, mas não pouco importante para o mundo Pokémon que conhecemos atualmente. Treinadores, bem-vindos à era pré-histórica!


A origem da vida

Para quem já leu a série de matérias sobre mitologia Pokémon aqui no Nintendo Blast, já conhece a história de Arceus e suas criações. Arceus, o primeiro Pokémon, que nasceu de um ovo em meio ao nada (se é que podemos chamar aquela situação de nada). Ele criou Dialga, Palkia, Giratina. Outros Pokémon surgiram, mas um marco importante para o tema de hoje foi o conflito entre Kyogre e Groundon, que foi separado por Rayquaza. Por certa época, houve paz no planeta e isso possibilitou que Mew povoasse o planeta com sua espécie, Pokémon descentes de seu DNA. Enquanto isso, Regigigas moveu os continentes organizando-os de forma semelhante ao que conhecemos hoje pouco depois criou os golens e foi selado.



Antes de começar, para quem faltou na escola, seres vivos podem crescer sem ser por meio da barriga de uma mãe ou um ovo. Cogumelos são excelentes exemplos para isso, já que são basicamente o pai e ao mesmo tempo a mãe de suas "crias". Organismos evoluem com o passar dos anos para adaptar-se as novas necessidades. Um bom exemplo disso é a evolução dos Pokémon, onde eles ganham braços, asas ou ambos. Entretanto, hoje trataremos de outro tipo de evolução.

Era uma vez


Apesar de conhecemos Genesect como um Pokémon atual, ele é uma versão alterada de um Pokémon da era pré-histórica, que muitos creem ser o já conhecido Kabutops. Entretanto, diferente de Kabutops, que é baseado em predadores marinhos, Genesect é baseado nos insetos gigantes daquela época. A espécie de Genesect existiu há aproximadamente 300 milhões de anos atrás e provavelmente possuía outro nome, já que seu nome é o resultado de Genesis (do grego γένεσις, que significa "origem") e insect. Genesect foi revivido pela Team Plasma com foco em criar o Pokémon mais poderoso que já existiu e com isso seu DNA foi alterado para sua forma atual, que possui até mesmo um canhão nas costas.


200 milhões de anos mais a frente é quando surgem os Pokémon que conhecemos daquela época, como Kabuto, Omanyte e outros. Esses fosseis são encontrados até os dias atuais e, com os rastros de DNA, é possível revive-los. No entanto, os Pokémon revividos dessa maneira não são uma versão exata de como eram antigamente, pois, como não é possível encontrar o código genético completo desses Pokémon em seus fosseis, eles são revividos em formas mais simples e é seguro dizer que mais fracas. Por razões óbvias, todos trazem em seu tipo uma combinação mineral, sendo tipo pedra na maioria dos casos, e no caso de Genesect, tipo metal.


Sabemos que os Pokémon evoluem e adaptam-se aos desafios que possam encontrar por suas limitações, mas sua velocidade de evolução e adaptação não foram suficientes para encarar o evento climático que aconteceu cerca de dez mil anos atrás, conhecido como Era do Gelo. Como resultado de atividades naturais, a luz solar foi bloqueada por densas nuvens criadas pelo calor excessivo no planeta e com o tempo sem calor, o planeta começou a passar por um evento climático, um frio tão forte que congelou lagos, matou plantas, e dificultou a vida daqueles Pokémon. Sem alimento pela água congelada e plantas mortes, os predadores mais sagazes sobreviveram por mais algum tempo, mas não foi o suficiente, já que suas habilidades eram limitadas durante nevascas e o voo impraticável. É nessa época que podemos ver algumas espécies tendo vantagem e aumentando sua população, como os Mamoswine.

Os primeiros treinadores Pokémon?

A humanidade existe há muitos milhares de anos. Entretanto, por ser uma raça mais frágil, não teve oportunidade de destaque e havia de se esconder dos terríveis predadores, os Pokémon. Os humanos tiveram uma oportunidade de organizar uma sociedade na época da Era do Gelo, quando os Pokémon estavam em baixa e os humanos tinham a oportunidade de construir moradias e buscar como alimento os Pokémon que não resistiram à Era do Gelo.


Poucos anos depois temos a criação de artefatos encontrados até os dias de hoje e os primeiros registros que se mantem da linguagem encontrada em ruínas, o sistema de escrita similar aos Unowns. Por alguma razão desconhecida, é nessa época que Magikarp (que pasmem, também é um Pokémon pré-histórico) tornou-se fraco como é conhecido hoje em dia. É, parece que a evolução funcionou de forma diferente aqui. Ou talvez fosse necessário esse retrocesso para conseguir viver em harmonia com os humanos. Seu nome original, em japonês, é Koiking (コイキング). Quem tem alguma noção de japonês, sabe que "koi" é o mesmo som para palavra "amor", mas não, Magikarp não é o rei do amor. Esse koi, como podem ver no kanji, vem de nishikigoi, que é uma espécie bem comum de carpas domesticáveis. Logo temos "o rei das carpas" como o vendedor se refere a Magikarp no início da animação televisiva da franquia. Mas bem, acreditem, já houve época em que esse Pokémon foi realmente "o rei" e não é história de pescador!


Os fatos ocorridos no último milênio são bem conhecidos pelos treinadores Pokémon de hoje em dia. São os acontecimentos da história de Lugia e Ho-oh, a fundação da Liga Pokémon, a fundação de locais históricos. Assim como tipo metal foi descoberto recentemente (de acordo com Jasmine de Olivine), é possível que diferentes tipos existissem naquela época, assim como Pokémon que talvez nunca conheceremos.

FIM. COMENTEM

_________________
avatar
Elendil2



Mensagens : 1878

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [NINTENDO] A MITOLOGIA DO UNIVERSO POKEMON - parte Final + Bonus

Mensagem por Hoshinokaabi em Seg Mar 18, 2013 7:22 pm

Hum... e também tem os pokemons antigos que são gigantes, com marcas no corpo. O Gengar e o Alakazam. Eles foram aprisionados em artefatos... falta coisa aew. Nesse tempo os humanos começaram a estudar formas alternativas de "pokébola"? Então o projeto da pokebola veio de uma idéia para selar pokémons?

Muito interessante... tem muita coisa a ser dita ainda. Mas sobre a mitologia, pode ter sido o grand finale. De teologia para arqueologia agora. Quem sabe. hehe.


Parabéns para todos no projeto.

Mas vão ficar devendo mesmo alguma coisa sobre o Celebi. :]~~

Valeu!

_________________
Adalard Greentea:
Nome: Adalard Greentea
Conceito: Orgulho da família
Características:
.Família nobre
.Armas intermitentes - como rifle, espingarda, etc
.Caçar é tradição
.Treinou seu cão de caça campeão.
.Prontidão
.Combate próximo
.Esgrimista nato.
.Mania de Limpeza.
.Bloco de notas
.Filantropo
.Reflexos rápidos.
.Azia rasgada.

Derek:
-Nome: Derek
-Força: 1 -Habilidade: 1 -Precisão: 0 -Resistência: 2
-Vantagens: -Armadura Mental (2 pts) -Telepatia (1 pt)
-Desvantagens: -Má fama (-1 pt) -Pobre (-2 pts)
-Perícias: -Sobrevivência
avatar
Hoshinokaabi



Mensagens : 171

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [NINTENDO] A MITOLOGIA DO UNIVERSO POKEMON - parte Final + Bonus

Mensagem por Elendil2 em Seg Mar 18, 2013 8:48 pm

Não lembro desse história dos pokemons gigantes com marcas no corpos! E nem de Gengar e Alakazam aprisionados em artefatos! Conte-nos mais Hoshinokaabi!!??


Bem, no proximo post vou trazer mais sobre Celebi!!!

_________________
avatar
Elendil2



Mensagens : 1878

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [NINTENDO] A MITOLOGIA DO UNIVERSO POKEMON - parte Final + Bonus

Mensagem por Hoshinokaabi em Sex Mar 22, 2013 8:12 pm

Nice~~~~~~~~~~

Tem um episódio na série pokémon com eles. não me lembro o nome, mas era na época que a jiglypuff ficava seguindo a trupe.

Cara, se ainda me lembro, no episódio falava que no passado os pokemons oprimiam os humanos. O Gengar e o Alakazam no caso, travavam batalhas infínduas onde afetava todo o ecossistema. Então a Jiglypuff gigante foi quem conseguiu dete-los, fazendo-os dormim e então foram aprisionados em artefatos diferentes. Incluindo a Jiglypuff.

Me lembro que o Alakazam foi liberto quando colocaram uma colher encontrada numa pequena arma, parecido com a do Shurato :]~~

No mangá, tbm faz alusão a pokémons antigos. Um Haunter gigante que ainda vivia, no subterrâneo. Não tinha marcas no corpo.

Huh~~ dá para ver mais coisa "adiante" não?
Huhuhu...

_________________
Adalard Greentea:
Nome: Adalard Greentea
Conceito: Orgulho da família
Características:
.Família nobre
.Armas intermitentes - como rifle, espingarda, etc
.Caçar é tradição
.Treinou seu cão de caça campeão.
.Prontidão
.Combate próximo
.Esgrimista nato.
.Mania de Limpeza.
.Bloco de notas
.Filantropo
.Reflexos rápidos.
.Azia rasgada.

Derek:
-Nome: Derek
-Força: 1 -Habilidade: 1 -Precisão: 0 -Resistência: 2
-Vantagens: -Armadura Mental (2 pts) -Telepatia (1 pt)
-Desvantagens: -Má fama (-1 pt) -Pobre (-2 pts)
-Perícias: -Sobrevivência
avatar
Hoshinokaabi



Mensagens : 171

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [NINTENDO] A MITOLOGIA DO UNIVERSO POKEMON - parte Final + Bonus

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum